Ana diga-me sim

Ana eu não sei você quer me ouvir

mas mesmo assim eu não vou te deixar

E se ninguém pode te entender de verdade

saiba que ainda assim eu não vou desistir

Se você duvida que vai sobreviver

eu recolherei as tuas incertezas

pois hoje você está chorando mas amanhã pode sorrir

Ana eu estarei com você

até quando você não tiver forças

para procurar um dia a mais

Ana eu não sei se viver é assim

só sei que você pode contar comigo

Ana diga-me sim

Eu vou voar bem alto como essas gaivotas

e depois mergulharei no mar dos teus não

e dentro do teu olhar longínquo

eu jamais te abandonarei

Se você duvida que vai vencer

então eu te darei as minhas certezas

pois assim como você se alimenta deve aprender a sobreviver

sei que você pode não dizer não

Ana  eu estarei com você                                               

enquanto você não tiver força para procurar um dia a mais

Ana eu não sei se tu queres que seja assim

mas eu não vou me render

por isso diga-me sim

Ana eu estarei com você acredite nisso

acredito nisso, a luta está dentro de você, por isso lute!

Prova que você se ama um pouco mais

Ana diga-me sim

que você também sabe viver

e que vai encontrar um dia a mais

Se tu queres que seja assim

então Ana diga-me sim

Ana diga-me sim.

Esta canção “Anna dimmi si” de Laura Pausini, contém uma mensagem edificante para aqueles que estão sentindo as forças da vida se esvairem ou simplesmente a estão perdendo por uma forte depressão. A própria Laura Pausini, confessou que fez a música em homenagem a uma amiga sua chamada Anna e que ,vítima de uma grave doença, tinha perdido a vontade de viver ou as esperanças de vencer a doença. Eu, quando fiquei gravemente doente de hemolíase, busquei forças em Deus é claro, mas esta canção muito me ajudou a compenetrar-me de que a vida é um dom precioso demais para que possamos desperdiçá-la ou simplesmente dar-lhe pouco valor.

Recentemente perdi um amigo meu chamado Daniel Parlatore. Jamais vou esquecer seu olhar, ali deitado em um leito de hospital entre a vida e a morte. Segurei em sua mão e olhando fundo em seus olhos lacrimejantes pude sentir toda sua dor e desespero na luta para sobreviver. Em silêncio choramos nós dois enquanto esta música tocava e eu ia traduzindo-lhe exatamente estas palavras, apenas trocando o nome Ana pelo o seu.

Pedi muito a Deus para que lhe desse mais uma chance e lhe concedesse um pouco mais de vida. Pedi a ele próprio para que não se deixasse vencer e continuasse lutando. Mas infelizmente após três longos meses de sofrimento ele faleceu. Hoje ao escutar essa música sempre me reporto aquela noite e não consigo conter as lágrimas.

Contudo, a lição ficou e eu aprendi que devemos viver cada dia das nossas vidas como se fosse o último e o único. Rendendo graças a Deus e a Jesus Cristo por estarmos vivos e continuar lutando e vencendo sempre. Minha única dor foi não poder ter dito adeus pela última vez ao meu amigo, mas mesmo assim quando canto Daniel dimmi si, peço-lhe perdão por mais esta falha e a mim mesmo que darei mais valor a vida.

E para você eu deixo esta mensagem: reflita na letra desta canção, escute-a se puder e aprenda que a vida é o dom mais precioso que Deus nos deu e por isso devemos tomar responsabilidade sobr ela.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s