Cleópatra, uma mulher inigualável


Quem nunca ouviu falar em Cleópatra, a rainha do Egito que conseguiu quebrantar o poderio de Roma aliando-se a César e depois a Marco Antônio, generais romanos que mandavam e desmandavam naquela época. Mas para isso Cleópatra teve que enfrentar muitos desafios, e um deles foi lutar contra seus próprios irmãos Ptolomeu XIII e Arsinoe para manter-se no trono. Depois disso procurou seduzir o grande ditador do mundo romano, Julio César para manter a independia do seu país, quando Roma devorava todas as nações em sua sede de conquistas.

Era uma mulher de uma beleza extrema, e, além disso, sabia como ninguém cativar e seduzir através de sua perspicácia e inteligência. Falava fluentemente sete línguas, era versada em ciência, filosofia e política, por isso como nenhuma outra ptolomaica (dinastia que governou o Egito) soube salvaguardar o Egito das contendas e disputas que a corrida imperialista de Roma disseminava pelo mundo, tornando-o o país mais rico de toda a terra na época.

Mas Cleópatra era também uma mulher ambiciosa, e por isso após a morte de Julio César, voltou a aliaçar-se com Roma na pessoa de Marco Antônio, alimentando ao lado deste general seu sonho de construir um império governado por Roma e pelo Egito. Mas sua aposta foi errada, pois Otávio, rival de Marco Antônio na disputa pelo poder de Roma, saiu vitorioso, e com isso destruiu o sonho da rainha egípcia, que orgulhosa até o âmago de sua alma, preferiu suicidar-se ao entrar em Roma como cativa.

Mas embora seu reinado tenha sido curto e conturbado, Cleópatra deixou para sempre nos anais da história, a prova de que uma mulher pode tão bem ou melhor do que um homem governar. Audaciosa entrou em um território machista, demonstrando que não era apenas bela, mas também sábia. A própria Roma, que então desprezava suas mulheres como sexo frágil, passou a respeitá-las e até temê-las, pois a exemplo de Cleópatra muitas romanas, como por exemplo, Lívia e Agrippina, mulheres de imperadores, levantaram sua voz, saindo da sombra em que viviam.

Hoje, o exemplo de Cleópatra, pioneira em imiscuir-se no mundo político dos homens, é seguido por muitas outras, provando que rainha do Egito não estava errada em afirmar que as mulheres podem ser bem mais do que mães e donas de casa.

Salve Cleópatra por ter lançado essa idéia, pois o mundo não pode e não deve desprezar os talentos femininos por que o homem sem a mulher não é nada.

6 comentários em “Cleópatra, uma mulher inigualável

  1. Eu conversava com uma moça, na qual ela tinha os cabelos e franja identica da CLEOPATRA, era tão identica que chama atenção por onde passava, essa moça mora em Osasco (parque continental), fiz o comentaria dirigindo a ela que parecia com a Cleopatra,ela me deu uma resposta dizendo que a Cleopatra era um Homem que o Rei Faraó se apaixonou perdidamente e escondia esse segredo dentro de sí e de seus Servos e Governadores. As servas não davam banhos na Cleopatra apenas arrumavam seus apetrechos para se banhar e Oleos Aromáticos para passar no corpo.
    Isso é Verdade? quem pode confirmar?

    • Veja só caro leitor,

      Cleópatra era a governante, a rainha do Egito. Na verdade foi a última soberana da dinastia ptolomaica. Portanto, não existia nenhum faraó na época de Cleópatra. Aliás a linhagem dos faraós já tinha sido extinta há 300 anos antes de Cleópatra, quando o Egito foi conquistado por Alexandre o Grande.
      E as servas banhavam sim sua rainha, pois existem muitos escritores renomados como Virgílio ( escritor contemporâneo de Cleópatra) bem como Tacitus que relatam as proezas dessa rainha egípcia, inclusive seus banhos que eram motivos de comentários em todo o Império Romano.
      Portanto, Cleópatra foi uma mulher, uma rainha. Não sem de onde esta sósia que você conheceu tirou essa estória!!

      Um abraço,
      Cézar Júnior

  2. historiadores e estudiosos do assunto dizem que Cleopatra não era tão bela assim, pelo contrário, disem que para “o nosso padrão de beleza” ela era muito feia, nariz grande, queixo pequeno e testa grande…enfim… feinha mesmo, mas vai saber o que era beleza feminina naquela época, sabemos até que na idade média as mais belas eram as mais gordinhas né? Mas o que ninguém contesta é a sua inteligência, astúcia e o seu poder de sedução.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s