Vigiar e Punir

    GRILHE~1 Os ataques e atentados  ocorridos na ultima sexta-feira (03/01) na cidade de São Luis, asseveram que a filosofia de Michel Foucault ainda é bastante atual no que tange a necessidade que a sociedade precisa ser vigiada e punida . Isso porque, segundo o filósofo francês, todo crime precisa ser punido com um rigor que destruam as vantagens que o criminoso poderia ter ao cometer um determinado crime. Além disso, a punição por si só, não pode gerar jamais tranquilidade a uma sociedade, pois ainda de acordo com o filósofo, é preciso que exista um programa constante de vigilância sobre os atos dos indivíduos.

     Em outras palavras a segurança pública precisa ser mantida e os meliantes punidos. Todavia, se um sistema prisional entra em crise, acaba afetando a normatividade de quem deve punir e ser punido. Assim sendo, o agressor passa a ser o ditador da lei, e o defensor um mero refém. Essa inversão reflete que medidas emergenciais precisam ser tomadas, pois só se vigia com a intenção de prever a punição.

     Prisões do queresMas, se punir é a solução mais cabível, então é preciso que haja uma severidade nesta punição, pois embora a linha filosófica de Foucault diga que se deve punir para educar no que ele chama de punição gentil, existem casos que ultrapassam esse tipo de punição, sobretudo, quando a criminalidade assume um caráter espetacular como é o caso do incêndio em coletivos de São Luís.

     O fato é que a sociedade ludovicense encontra-se desnorteada por causa dessa inversão de papeis em vigiar e punir, e por isso mesmo precisa do apoio de todos os Órgãos afins para a construção de uma segurança pública eficiente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s