O IBRAPP PROMOVE DEBATE SOBRE O IDH DE MUNICÍPIOS MARANHENSES

     Ocorreu nos dias 13 e 14 deste mês, grande debate em São Luís, no auditório da sede do Instituto Brasileiro de Políticas Publicas – IBRAPP,  acerca de soluções praticas para a melhoria do IDH no Estado do Maranhão.

       Segundo os dados do censo de 2010 realizado pelo IBGE, o Maranhão ainda é um dos Estados brasileiros com o menor índice de desenvolvimento humano (0,639 IDH). De acordo com os comparativos de  dados disponíveis pelo instituto, várias cidades do Maranhão tem IDH semelhante a países africanos.

Fernando-Falcao(1)

Trabalhadores rurais de Fernando Falcão

     Para se ter uma ideia, alguns municípios como  Fernando Falcão e Centro do Guilherme, com pouco mais de 12.565 habitantes, possui IDH 0,542 semelhante a países como Angola e Quênia. Isso equivale dizer que a  educação, a longevidade e a renda da população desses municípios estão muito abaixo do medianamente aceitável  pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

     Segundo Charles Mendes, Diretor Executivo do IBRAPP, uma das soluções para que esses municípios maranhenses possam começar a se desenvolver seria primariamente mudar a matriz de desenvolvimento do Estado, que está baseada em grandes empresas para pequenos arranjos produtivos que permitissem que a riqueza produzida no Estado, ficasse mais próximo das pessoas. “Devemos incentivar sim grandes empresas virem para o Estado, mas isso não é suficiente. Às vezes uma cidade pode ter uma grande empresa e em volta da mesma haver bolsões de miséria. Se você olhar o PIB de um município e eventualmente este for bom, não quer dizer  necessariamente que a riqueza gerada por grandes empresas está se transformando em melhoria de renda para a população”, afirma.

Foto Dr 2

Dr. Charles Mendes, diretor executivo do IBRAPP

     No debate houve grande participação de pessoas dos escritórios regionais do IBRAPP em vários Estados, bem como soluções como o projeto implantado pelo IBRAPP em Minas Gerais chamado Inclusão Produtiva. A ideia é que este projeto de geração de renda e acompanhamento especializado duradouro possa ser replicado no Maranhão e em outros Estados do Norte e Nordeste sendo ajustado a realidade local.Em projetos como este, há um maior  planejamento eficaz de políticas públicas que possibilitem o acesso à educação e geração de renda para melhorar a qualidade devida da população.

     Umas das promessas do governador eleito Flavio Dino, foi justamente melhorar o índice de desenvolvimento humano do Maranhão. Não é tarefa das mais fáceis e para cumprir esse grande desafio, é preciso que o gestor público não somente tome conhecimento da real situação dos municípios, bem como encontre soluções viáveis e baratas para o alavancamento do IDH. O projeto implantado pelo IBRAPP pode ser uma solução viável já que só em Minas Gerais abrangeu mais de 75 municípios, contribuindo para que pequenos produtores pudessem sair da linha de extrema pobreza nesse Estado.