O IBRAPP participa da IX Semana Estadual de Proteção e Preservação das Águas Doces

Caema-IBRAPPFoi realizada ontem (18.03) pela Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (CAEMA) a abertura da IX Semana Estadual de Proteção e Preservação das Águas Doces. Durante o evento o presidente da CAEMA, David Telles fez o lançamento do Programa de Combate a Perda de Água, um conjunto de ações que deverão ser implementadas pela CAEMA ainda este ano, como hidrometização/fiscalização, recadastramento e instalação de sistemas que contribuam para diminuir o déficit da Companhia no que tange a perda de água. O evento contou com a presença de outras instituições parceiras, entre elas o IBRAPP que também está promovendo a Campanha de Conscientização “Sou o Guardião da Água” em prol do uso racional da água doce, bem como de preservação dos mananciais como forma de se evitar a crise global da falta de água.

Mascote-IBRAPPComo grade da programação da IX Semana Estadual de Proteção e Preservação das Águas Doces todas as entidades parceiras nesta mobilização darão no dia 20.03 (sexta-feira) um abraço simbólico na reserva do Batatã, um dos principais reservatórios de abastecimento de água da cidade de São Luís. O objetivo de conscientizar a sociedade sobre as questões voltadas para o controle, educação e preservação dos aquíferos superficiais e subterrâneos do Maranhão.

Crise da Água pode tomar dimensões globais

Mascote-IBRAPPNo dia 22 de março comemora-se o dia mundial da água. Uma importante data em que se pretende lança a conscientização do uso racional da água, uma vez que trata-se de um recurso natural não renovável. De acordo com as últimas pesquisas do Fórum Econômico Mundial ( 2014), onde cerca de 900 especialistas alertaram que o planeta vai entrar em crise por conta da falta de água potável. Ainda de acordo com a pesquisa a crise pode ser agravada pelo uso indevido e irracional dos reservatórios de água doce, bem como da poluição dos rios, lagos e contaminação do solo resultando na contaminação dos lençóis freáticos.

Essa é uma preocupação que tem tomado o debate público nos últimos dias, pois foi constatada que o alarde não se trata apenas de especulação uma vez que muitas grandes cidades do Brasil, como São Paulo e Rio de Janeiro já estão enfrentando a crise da falta de água. É importante lembrar que, para superar essa crise, não bastam apenas ações políticas de preservação ambiental, ainda que a poluição seja um dos grandes agentes que contribuem para a perda de nascentes. Foi constatado também que, de acordo com a Companhia de Água e Esgoto do Maranhão, o desperdício e o uso indevido da água, também têm contribuído para a diminuição do nível das reservas de tratamento de água para consumo.

aguas_3Embora o planeta terra seja constituído de 70% de água, apenas 2,5% dessa água é doce, e desse total só 0,08% estão acessíveis para o consumo do ser humano. Diante desse quadro, é importante frisar que a água não é um recurso de fonte ilimitada e renovável, exatamente por isso, se faz pertinente o uso de campanhas educativas para o uso racional durante o consumo de água.    É dessa forma que muitas instituições e empresas estão aderindo a esta campanha global, como forma de incentivar a população a tomar parte de ações preventivas no desperdício da água, bem como sensibilizar as indústrias e setor agrícola no que tange a poluição dos mananciais e rios, pois a água doce é de grande importância para a manutenção da vida no planeta terra e não pode ser encarada apenas como um produto.

amazonia_seca_2005_lago_cidade_de_manaquiriÉ nesse contexto que o IBRAPP lança a campanha “Sou o guardião da água”. Uma ação social que visa sensibilizar as pessoas tornando-as mais conscientes sobre o desperdício da água. A ideia é que as pessoas compartilhem nas redes sociais o selo e slogan da campanha se autodeclarando como um guardião das fontes e reservatórios hídricos ao fazerem uso racional da água, além de poderem tomar parte ativa de fóruns, debates, ações sociais dentre outros que certamente estarão ocorrendo por todo o país.

Seja você também um guardião da água, compartilhe o nosso selo nas redes sociais, escolas, universidades, empresas, órgãos públicos e etc, e siga algumas instruções:

Dicas de economia de água: Feche bem as torneiras, regule a descarga do banheiro, tome banhos curtos, não gaste água lavando carro ou calçadas, reutilize a água para diversas atividades, não jogue lixo em rios e lagos, respeite as regiões de mananciais.

Dicas para ajudar a diminuir a poluição das águas: não jogar lixos em rios, praias, lagos, etc. Não descartar óleo de fritura na rede de esgoto. Não utilizar agrotóxicos e defensivos agrícolas em áreas próximas à fontes de água. Não lançar esgoto doméstico em córregos. Não jogar produtos químicos, combustíveis ou detergentes nas águas.